:: Blog da Reeleição .:. LULA 2006 ::: Esse é o nível da nossa oposição

quinta-feira, março 16, 2006

Esse é o nível da nossa oposição

Tasso troca xingamentos com deputadodo PFL e piora relação tucano-pefelê

por Fernando Rodrigues

Fechou geral o tempo entre PSDB e PFL. Ontem, por volta das 17h, houve uma pesada altercação entre o presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), e o deputado federal Pauderney Avelino (AM), que ocupa o cargo de 2º secretário na direção nacional pefelista.
Tasso irritou-se com uma entrevista que Pauderney havia dado na terça-feira, sobre a escolha de Geraldo Alckmin como candidato tucano a presidente da República. À TV Globo, o pefelista apenas falara o óbvio: que o nome mais competitivo, no momento, do PSDB era o prefeito José Serra.
Pois ontem à tarde, Pauderney foi até o plenário do Senado para conversar com o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), líder tucano na Casa. Encontraram-se no corredor central do plenário. Próximos aos dois estavam os senadores Álvaro Dias (PSDB-PR) e José Agripino (PFL-RN). Na tribuna, discursava Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA). Daí, segundo este blog apurou, deu-se, aproximadamente, o seguinte diálogo:

Tasso [dirigindo-se a Arthur Virgílio, que conversava amistosamente com Pauderney] – Ele [apontando para Pauderney] é do PSDB? Já entrou no partido?
Pauderney – Ainda não. Mas posso entrar [em tom de brincadeira].
Tasso [ríspido] – Não entra, não! Porque eu veto!
Pauderney [expressando estranheza] – Arthur, ele está brincando...?
Tasso [ríspido, em tom forte de cobrança] – Como você vai para a televisão, para a Globo, para falar mal do nosso candidato?
Pauderney – Arthur, o que é isso? Não estou acreditando...?
Tasso [aumentando o tom de voz] – É para acreditar, sim!
Pauderney [agora, já alterado e falando alto] – Olha aqui, ô rapaz, eu falo o que eu quiser, da forma que eu quiser. Não é você quem vai me amordaçar. E saiba que eu falei como possível aliado do PSDB.
Tasso – Eu não quero o seu apoio!
Pauderney [voltando-se para Arthur Virgílio, em tom de certo desdém] – Arthur, vocês começaram muito bem...
Tasso [irritadíssimo, quase gritando] – Vai se foder!
Pauderney – Vai se foder você!

Seguiu-se então a tradicional operação do deixa-disso. De outra forma, os dois políticos se atracariam no meio do plenário do Senado.
Ontem de noite, o presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), tinha um encontro com Tasso (que já estava agendado antes da altercação). Tasso não apareceu.Como se vê, a oposição está à beira de um ataque de nervos.


http://uolpolitica.blog.uol.com.br/index.html

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home