:: Blog da Reeleição .:. LULA 2006 ::: Luz para Todos - Importância emancipatória e geração de renda

domingo, outubro 15, 2006

Luz para Todos - Importância emancipatória e geração de renda

O programa Luz para Todos não leva às residências da zona rural só a energia, que acaba com a escuridão da noite. É pré-requisito para uma série de outros programas, como os de ensino à distância e inclusão digital. Ele também articula ações com o objetivo de alavancar o desenvolvimento local e a geração de renda, a partir da utilização produtiva da energia elétrica. O Plano de Ações Integradas do Luz para Todos já realizou alguns projetos de sucesso, como a construção dos Centros Comunitários de Produção.

Em Cerro Corá (RN), no assentamento São Francisco, foi montado um centro de beneficiamento e comercialização de castanha do caju. Em Linhares (ES), na comunidade quilombola de Degredo, o CCP tem núcleos de corte e costura, apicultura e artesanato. Em Barreirinhas (MA), os centros de criação de peixe tiveram o processo de limpeza dos tanques automatizado. Em Boa Esperança (MG), são três CCPs com atividades associadas à produção de leite, permitindo armazenar e comercializar o excedente da produção leiteira.

São apenas exemplos da revolução que começa a acontecer na vida de comunidades isoladas da zona rural. O depoimento de Isabel Siqueira Camargo, moradora do Assentamento Santana do Coqueiral, no município de Santo Antônio do Leverger (MT), é a melhor expressão do que quer dizer o Luz para Todos para os quase 4,2 milhões de brasileiros já beneficiados. "Eu tinha medo quando anoitecia e ficávamos na escuridão. Medo de ter que sair de casa e pisar numa cobra", diz ela, em reportagem publicada no portal da Assembléia Legistativa do Mato Grosso.

Além de perder o medo de pisar em cobra e ter sua vida facilitada -; gasta menos tempo na cozinha, consegue armazenar alimentos, pode ver tevê -, Isabel põe fé em que mais progresso vai chegar. Presidente da associação dos moradores do assentamento, anuncia: "Já tem até gente falando em abrir sorveteria e açougue". Em Santana do Coqueiral, o Luz para Todos atende a 160 domicílios, onde vivem cerca de 800 pessoas. Todas casas têm agora três bicos de luz e uma tomada, instaladas gratuitamente. O morador só terá que pagar o que consome no mês.

“Até este momento, o governo Lula e os agentes executores, as concessionárias de distribuição de energia e as cooperativas de eletrificação rural, assinaram mais de 54 contratos, totalizando R$ 4,5 bilhões, dos quais já foram liberados mais de R$ 2,3 bilhões, sendo R$ 1,7 bilhão subvencionado (Conta de Desenvolvimento Energético) e R$ 495 milhões financiados (Reserva Global de Reversão). Esse total liberado permitiu ao programa realizar 838.538 ligações, atendendo 4.192.690 pessoas. Gerou, então, 100 mil novos empregos. Em andamento, estão 167.460 novas ligações com 837.300 pessoas a serem atendidas. E a meta, para 2008, prevê atender um total de 12,5 milhões de pessoas. Isto quer dizer que o programa tem avançado significativamente.”

Este é um trecho de artigo do engenheiro e consultor Israel Bayma, ex-diretor da Eletronorte, que discute a política do atual governo na área de energia elétrica, a qual teve que superar a colossal crise deixada pelo governo de FHC. Bayma destaca especialmente o programa Luz para Todos, o maior programa de eletrificação rural do mundo. Para ele, “a universalização do acesso à energia elétrica tem o mesmo nível de importância emancipatória” da reforma agrária.


http://blogdodirceu.blig.ig.com.br/

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home