:: Blog da Reeleição .:. LULA 2006 ::: Lula é muitos

segunda-feira, setembro 04, 2006

Lula é muitos

RIO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou hoje de um evento de campanha na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio, em que crianças beneficiárias de programas federais subiram ao palanque para dar depoimentos e pedir votos para sua reeleição.

Oriundos de São Paulo, Belo Horizonte e Rio, os jovens – participantes dos programas Segundo Tempo, ProJovem e Pró-Índio – foram levados ao evento pela Central Única das Favelas (Cufa).

Lula centrou seu discurso na questão da educação e das políticas sociais. “Aqui no Brasil estamos apenas começando a fazer uma reparação do abandono a que os pobres foram segregados e colocados durante séculos”, discursou.

Ele defendeu maior discussão em torno da questão das cotas em universidades; disse que, depois de Juscelino Kubitschek, seu governo foi o que mais criou universidades e cursos de extensão no País, e mais uma vez criticou o antecessor, Fernando Henrique Cardoso, por ter tirado da esfera federal as escolas técnicas. “Nós modificamos isso e até o final do ano teremos criado 32 escolas técnicas para a juventude ter direito a uma profissão”, afirmou, sem citar nominalmente o ex-presidente.

No palco, oito ministros e artistas como o rapper MV Bill, Lecy Brandão, Dudu Nobre, Tony Garrido e o funkeiro Rômulo Costa. Lula recebeu de MV Bill, que coordenou o evento, uma lista com 16 reivindicações de representantes de movimentos de periferia de diversas cidades, mas não chegou a se comprometer com os pedidos.

Ao lado do presidente, estavam os ministros Tarso Genro (Relações Institucionais), Dilma Rousseff (Casa Civil), Celso Amorim (Relações Exteriores), Luiz Dulci (Secretaria-Geral da Presidência), Walfrido Mares Guia (Turismo), Orlando Silva (Esportes), Gilberto Gil (Cultura) e Nilcéia Freire (Política para Mulheres).

Durante o evento, ele recebeu o “batismo no rap”, como disse MV Bill ao entregar-lhe um boné com a inscrição “100% Favela”. Lula imediatamente colocou-o na cabeça. O presidente recorreu mais uma vez à sua história pessoal, dizendo que foi o primeiro de oito irmãos a ter casa própria, TV e carro e o único a ter profissão.
“Eu tenho a nítida noção, porque vivi na pele, da diferença de um trabalhador que sai para procurar emprego de manhã e tem profissão e de quem não tem profissão.”
http://www.estadao.com.br/ultimas/nacional/eleicoes2006/noticias/2006/set/02/141.htm


Comentário de Zé Dirceu:
Esse ato tem um simbolismo especial, pela presença do presidente da República em uma favela e, mais, pela reafirmação da necessidade de se incluir crianças e jovens nos programas Segundo Tempo, Pró-Jovem e Pró-Índio. Foi uma reafirmação do caráter social do governo Lula, que procura atuar contra a exclusão e o preconceito.

O presidente reafirmou também a prioridade do social e da educação técnica para a juventude desempregada das grandes cidades, com a expansão do ensino público universitário. Vamos conferir.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home