:: Blog da Reeleição .:. LULA 2006 ::: O jabuti em cima da árvore

quinta-feira, julho 06, 2006

O jabuti em cima da árvore

por Luiz Weis

A manchete da Folha de hoje é um prato-feito para os que acreditam no complô da mídia contra o presidente.

Não há nenhum fato fora do lugar no título “Patrimônio de Lula dobra na Presidência” ou no sub “Bens pessoais declarados à Justiça Eleitoral somam R$ 839 mil; 56,6% estão em aplicações financeiras”.

Fora de lugar está a notícia.

Primeiro, porque o espaço mais nobre que existe em um jornal para divulgar informações – o alto da primeira página – merece obviamente informações de importância compatível com o destaque que se lhes quer dar.

O que não é o caso da evolução patrimonial de Lula. Tendo casa, comida e roupa lavada de graça, pode colocar no cofrinho tudo que recebe no fim do mês. E com os juros do Banco Central, o presidente-rentista não tem do que se queixar.

Segundo, e mais grave, porque – tenha sido esse ou não o efeito desejado por quem decidiu pôr o jabuti em cima da árvore –, no Brasil banhado em corrupção política, a reação instantânea do leitor ao deparar com a manchete sensacionalista tem tudo para ser: “Ahá! Aí tem!

Todos os jornais deram o patrimônio declarado à Justiça Eleitoral pelo presidente e seus adversários. Mas nem o Estado, nem o Globo acharam que a informação tinha sustança para entrar na primeira página – mesmo como simples chamada.

O Estado foi de inflação e o Globo de previsão de gastos eleitorais de Lula e Alckmin. Ganharam o dia meramente por terem poupado os seus leitores de um títulão que parece lançar a suspeita de que alguma maracutaia o presidente deve ter feito para multiplicar por dois os seus bens desde que foi trabalhar no Planalto.

Se o patrimônio de Lula dobrou, como ficará, depois dessa manchete, a variação do patrimônio de credibilidade da Folha?


A Folha conseguiu ultrapassar o Estadão no quesito partidarismo. O jornal compete com a Veja para assumir a linha de frente da candidatura tucana.

O Blog da Reeleição recomenda: o editorial da Folha é prejudicial à saúde. Procure não ler de estômago vazio.

João

6 Comments:

At 6/7/06 19:07, Anonymous Anônimo said...

Não dá prá ler essas nojeiras dessa mídia corrupta de maneira nenhuma: mesmo de estômago vazio, você vomita até as tripas.

 
At 7/7/06 09:02, Anonymous Anônimo said...

É verdade! O Lula só fez o que todo cidadão pobre teria feito vendo aquela grana toda, né? Dá para entender! A Folha fez muito mal mesmo em contar para as pessoas o que ele fez.

 
At 7/7/06 09:18, Blogger João Carlos said...

Anônimo,

percebe-se pelo seu discurso que você não gosta de pobre. Insinua que o presidente enriqueceu ilicitamente "como qualquer outro pobre faria".

Que beleza de comentário hein?!? A lá FHC no Jo Soares. Aliás, duas pessoas que você deve admirar bastante.

Mas se você puder fazer um exercício de reflexão (se não for pedir muito), verás que o cargo de presidência da República oferece casa, comida e roupa lavada ao mandatário. O que isso significa? Significa que Lula não tem conta de água para pagar, não tem conta de luz para pagar, não gasta gasolina, enfim, se utiliza dos benefícios que o cargo lhe proporciona de forma legítima. Assim, meu querido, conclui-se que o aumento de patrimônio do presidente é um acontecimento natural. A matemática explica.

Deu pra entender, colega? Ou prefere que eu desenhe?

João

 
At 7/7/06 17:12, Anonymous Anônimo said...

Ué, só comento o que todo mundo tá dizendo por aí, né? Os petistas estão ou não estão ficando ricos? Foi o Lula que fez a declaração de imposto, ou por acaso esse não é um documento confiável?

 
At 8/7/06 03:12, Anonymous jose justino de souza neto said...

O anônimo aí deu uma pisada e tanto na bola. Foi desmascarado pela própria baboseira que expeliu. He! He! He!

 
At 28/7/06 01:47, Anonymous André Ribeiro said...

Esse anônimo é uma piada. Além de não ter coragem de se identificar, ainda por cima, não apresenta argumentos consistentes. Aqui não é lugar para quem não quer debater com seriedade!!!

Um consenho: Estuda um pouquinho de matemática.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home